Governo da Noruega orienta retorno à vida cotidiana

Governo da Noruega orienta retorno à vida cotidiana

O governo da Noruega está orientando seus cidadãos a voltarem à vida normal e manterá preparação para possíveis emergências no final de setembro e início de outubro. O comunicado oficial foi feito pela Diretoria de Saúde da Noruega e o Instituto de Saúde Pública do país, no último sábado (25).

De acordo com o comunicado, o governo norueguês definiu a volta à normalidade após monitoramento da situação nas últimas semanas. No entanto, apesar de afrouxar regras de distanciamento e restrições à circulação de pessoas em comércios, o documento aponta que a pandemia não acabou e pessoas ainda podem adoecer pelo vírus chinês.

“Embora a vida cotidiana da maioria das pessoas agora volte ao normal, a pandemia ainda não acabou. As pessoas continuarão a ficar doentes, por isso é importante que todos sejam vacinados. Além disso, a sociedade estará mais preparada e rapidamente será capaz de agir se a situação exigir. Os municípios continuarão a desempenhar um papel importante na resposta se os surtos colocarem sob pressão a capacidade do serviço de saúde”, salientou o comunicado.

Algumas das medidas anunciadas são a anulação da política de distanciamento social, das restrições ao número de pessoas que podem participar de eventos juntas, libração de ingresso em locais onde antes havia a proibição após a meia-noite e a recomendação de que qualquer pessoa com algum sintoma respiratório deve fazer o teste de coronavírus, inclusive as que foram vacinadas.

Merece destaque a determinação que os que eventualmente estiverem infectados com COVID-19 fiquem isolados, a fim de não transmitirem o vírus a outras pessoas. Esse ponto não é uma recomendação, mas uma regra cujo descumprimento é sujeito a aplicação de multa. Pessoas não vacinadas que vivem com alguém infectado são aconselhadas a fazerem um teste ou quarentena, independentemente de terem ou não sintomas da doença.

“Também manteremos o conselho que todos conhecemos tão bem: lavar as mãos com frequência, tossir com um lenço de papel ou com o cotovelo e ficar em casa se estivermos doentes”, reforçou a primeira-ministra da Noruega Erna Solberg.

O governo conta com ações no âmbito de município e pequenas localidades para contenção de surtos de menor alcance nas cidades.

“Estamos mantendo o modelo de semáforo para escolas e jardins de infância. Se um município acredita que a situação exige medidas locais, o modelo de semáforo oferecerá uma boa orientação. Isso é importante para dar aos alunos uma vida cotidiana o mais normal possível. Apesar de cada vez mais pessoas serem vacinadas, podem surgir situações que exijam medidas locais. Resumindo: agora podemos viver normalmente”, salienta o Primeiro-Ministro.

O jornalista Allan dos Santos trouxe o assunto para o Boletim da Manhã desta segunda-feira (27). Confira os comentários da notícia:

[embedded content]

CATEGORIAS
TAGS
Compartilhar Esse

COMENTÁRIOS

Wordpress (0)
Disqus ( )